QUAL A MELHOR AERONAVE PARA INSTRUÇÃO PRIMÁRIA

sexta-feira, 17 de abril de 2009

PIADAS DE CASAL

AMOR ' I '
- Querida, vamos ter que começar a economizar.
- Tudo bem... Mas como?
- Aprenda a cozinhar e mande a empregada embora.
- Tá legal.... Então aprenda a fazer amor e pode dispensar o motorista.

Amor ' II '
O cara pergunta para a mulher:
- Querida, quando eu morrer, você vai chorar muito?
- Claro querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira...

Amor ' III '
Na cama, o marido se vira para a jovem esposa e pergunta:
- Querida, me diga que sou o primeiro homem da sua vida.
Ela olha para o babaca e responde:
- Pode ser... Sua cara não me é estranha.

Amor ' IV '
Um casal vinha por uma estrada do interior, sem dizer uma palavra.
Uma discussão anterior havia levado a uma briga, e nenhum dos dois queria dar o braço a torcer.
Ao passarem por uma fazenda em que havia mulas e porcos, o marido perguntou, sarcástico:
- Parentes seus?
- Sim, respondeu ela. Cunhados e sogra...

Amor ' V '
Marido pergunta pra mulher:
- Vamos tentar uma posição diferente essa noite?
A mulher responde:
- Boa idéia, você fica aqui em pé na pia lavando a louça e eu sento no sofá!!!

Amor ' VI'
O marido decide mudar de atitude. Chega em casa todo machão e ordena:
- Eu quero que você prepare uma refeição dos deuses para o jantar e quando eu terminar espero uma sobremesa divina. Depois do jantar você vai me trazer um whisky e preparar um banho porque eu preciso relaxar. E tem mais: Quando eu terminar o banho, adivinha quem vai me vestir e me pentear?
- O homem da funerária... Respondeu placidamente a esposa...

Amor ' VII'
Querida, o que você prefere? Um homem bonito ou inteligente?
- Nem um, nem outro.- Você sabe que eu só gosto de você.

Amor ' VIII '
Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho. Ele vira pra ela e diz:
- Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha?
- Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais parou de beber.
A mulher responde:
- Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo assim!

domingo, 5 de abril de 2009

Atrasos em voos regulares recuam em março ao seu menor índice: 7,1%

A pontualidade na aviação regular no Brasil continua melhorando e em março atingiu o melhor resultado já registrado pela Infraero, que acompanha os atrasos dos 67 aeroportos que administra desde maio de 2007. Apenas 7,1% dos voos decolaram com mais de 30 minutos além do horário previsto. A comparação dos atrasos de março deste ano com o mesmo mês do ano passado é ainda mais expressiva: em 2008, as partidas com mais de 30 minutos de atraso chegaram a 20,2% das operações.


A TAM foi a companhia aérea que apresentou menos atrasos, apenas 5,8%, seguida pela Gol/Varig (6,1%) e pela OceanAir (6,3%). A Webjet foi a única empresa entre as quatro maiores que teve mais atrasos do que no mês anterior: 8,9% em março, ante 6,9% em fevereiro. Essas quatro empresas detêm, juntas, 96,4% do mercado doméstico brasileiro.


A pontualidade também melhorou em março entre outras companhias com voos regulares. O desempenho da Azul ficou um pouco acima dos 5,3% registrados em fevereiro, mas mesmo assim, com 6,9% de atrasos, a empresa manteve-se abaixo do índice nacional em março. Outras três empresas tiveram atrasos acima da média, porém melhoraram seus índices de fevereiro: Pantanal, com 8,3% (14,3% em fevereiro); Total, 10,0% (17,2% no mês anterior) e Trip, 11,3% (12,4%). A Passaredo piorou seu índice: 16,2%, bem acima dos 9,1% de fevereiro.

Fonte: ANAC

Preço do querosene de aviação é reduzido em 4,69%

O preço do Querosene de Aviação (QAV) foi reduzido em 4,69% a partir de hoje, informou o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea). O reajuste é repassado mensalmente pela Petrobras, acompanhando o preço internacional do petróleo. Além do QAV, a Petrobras também ajusta mensalmente os valores do óleo combustível e da nafta, mas não divulga os porcentuais repassados.
De acordo com o Snea, a queda acumulada no preço do QAV em 2009 já atinge 29,11% ante o ano de 2008. No ano passado, o combustível acumulou queda de 3,71% sobre 2007, mas até agosto, tinha registrado uma alta de 36%, antes da derrocada do valor do barril de petróleo no mercado internacional, na esteira da crise financeira mundial.
Fonte: Portal G1