QUAL A MELHOR AERONAVE PARA INSTRUÇÃO PRIMÁRIA

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

DESAFIOS DA VARIG


Continua complicado o processo de retomada dos vôos internacionais da Nova Varig. Isso porque a companhia ainda não conseguiu o número suficiente de aeronaves, fato que vem prejudicando as operações que já haviam sido planejadas. Dos 10 Boeing 767-300 que deveriam chegar até dezembro último apenas 06 estavam em operação até o final de 2007. Outro fator que mereçe a nossa atenção tem sido a baixa taxa de ocupação dos vôos internacionais.


Fonte: Revista Aeromagazine, ano 14, ed. 164, p. 12

TENSÃO PRÉ-VÔO



Em entrevista a Revista Frequência Livre (edição 38) o Cmte. Gustavo H. Albrecht fala sobre a Tensão Pré-vôo. Uma situação pouco discutida mas muito freqüente na aviação geral. Acompanhe abaixo trechos da reportagem:

Em todos os manuais e cursos de pilotagem aprendemos que o sucesso de um vôo começa no seu adequado planejamento e na concentração do piloto na hora de sua execução.

“...quando pousamos em aeroportos controlados no Brasil, a única garantia do regresso é um carro de apoio...”

“...quanto mais complexo for o vôo, mais cuidadoso deverá ser seu planejamento e maior deverá ser a concentração do piloto durante o mesmo...”

“...além do planejamento do vôo em si, a preparação da aeronave com o abastecimento, o pré-vôo e o carregamento adequado atendendo as limitações de peso e balanceamento e o preenchimento do Plano de Vôo são tarefas que devem ser cumpridas...”

“...quanto maior o aeroporto, maiores as chances de nos estressarmos com a burocracia e quanto mais atrasado é o país, mais burras são suas leis e mais burocrática é sua aviação...”

“...a dificuldade no acesso ao avião no pátio, o abastecimento que não chega, a torre que só autoriza a decolar na hora colocada no plano, o plano que não é aceito por telefone, os órgãos de controle que insistem em controlar um vôo VRF, são algumas coisas que também estressam um piloto...”

“...o CENIPA, órgão central do sistema responsável pela segurança de vôo, poderia agir junto à ANAC e DECEA para tentar, através de mudanças na legislação, minimizar as situações que possam gerar TENSÃO PRÉ-VÔO nos pilotos...”

Fonte: Revista Frequência Livre – aviação & emoção (ALBRECHT, Gustavo, ed. 38)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

NOVAS ESCUTAS


O cmte Marco Aurélio me passou mais algumas escutas, mas devido a dificuldade de implantá-las diretamente no blog como as demais, estou postando para vocês em primeira mão os sítios que contém essas escutas de uma maneira bem simples, para isso basta clickar nos links abaixo.


Escuta de SBGR (Guarulhos - SP)



Escuta de SBEG (Manaus - AM)



Escuta de SBGL (Rio de Janeiro - RJ)



Escuta de SBPA (Porto Alegre - RS)


quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

AERONAVE DO MÊS - FOKKER 100


O Fokker 100 ou Fokker F-100 é uma aeronave de porte médio projetada e construída pela indústria aeronáutica holandesa Fokker, para atender mercados domésticos e regionais. Seu lançamento foi anunciado em novembro de 1983, juntamente com o turbohélice Fokker 50. O primeiro vôo ocorreu em 1987. Também foi o maior aparelho construído por aquele fabricante.
O nome técnico da aeronave é Fokker 28 MK-0100, e seu projeto básico de fuselagem e asas, de desenho inglês, teve origem em um outra aeronave similar para 60 passageiros, do mesmo fabricante, chamado Fokker F-28.
Porém, difere na sua fuselagem alongada, que acomoda até 108 passageiros, e na motorização Rolls-Royce Tay, que o tornaram mais econômico e silencioso, no limite de ruído Stage III.
A combinação tornou a aeronave ideal para operar em pequenos aeroportos, e deu o conforto e a velocidade de um avião a jato aos passageiros da aviação regional, garantindo-lhe boas vendas.


A Primeira companhia aerea a ultilizar o Fokker 100 foi a TAM, a qual soube aproveitar bem a aeronave, principalmente após a proibição de grandes aviões nos aeroportos centrais do Rio de Janeiro e São Paulo na década de 1980, o que tornou o Fokker 100 o único jato apto para operar no mais movimentado e lucrativo trecho brasileiro.
Também era a única companhia regional a utilizar jatos em aeroportos pequenos, o que a diferenciava das demais. Chegou a operar mais de cinqüenta unidades do Fokker-100.
Com a crise nas companhias tradicionais, a TAM logo se transformou na maior empresa brasileira de aviação, e após sua rápida internacionalização, viu-se obrigada a renovar e ampliar a frota, escolhendo para isso a família Airbus, e gradativamente aposentou os aviões holandeses, que a ajudaram a se tornar a gigante de hoje.
Já a novata OceanAir passou a utilizar o modelo, adquiridos de segunda-mão junto à American Airlines, a partir de 2006.
Outra companhia que operou o tipo, dois modelos que acabaram na frota da TAM, foi a extinta TABA.

DESCULPA O ATRASO GALERA!!!


Olá galera, desculpem-me a falha dessa semana em não atualizar o site e principalmente não postar a aeronave da semana... é que tive problemas pessoais e não pude acessar a internet com tempo hábil pra fazer as atualizações necessárias. mas espero não falhar mais. Um abraço a todos e bons vôos sempre!

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

BOLSA DE FORMAÇÃO PRÁTICA DE PILOTOS

PROJETO DE FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA A AVIAÇÃO CIVIL

O transporte aéreo é, dentre os segmentos dos transportes modais, o que apresenta um maior crescimento, em decorrência da globalização e do desenvolvimento da economia mundial. Com isso a demanda por recursos humanos capacitados, inseridos neste segmento, tem evoluído ano a ano, seja impulsionada pelos avanços tecnológicos ou em decorrência de cumprimento de normas e padrões impostos pelos organismos internacionais.
Neste sentido, e, diante da perspectiva de que o Brasil possa sofrer interrupção na formação de mão-de-obra especializada para operar aeronaves comerciais, c oube à ANAC adotar as medidas necessárias para o atendimento do interesse público e para o desenvolvimento e fomento da aviação civil.
Dentre estas proposições, encontra-se o estabelecimento de Pólos de Aviação Civil voltados, primordialmente, para a formação e capacitação de profissional.
Nestes pólos, os objetivos principais contemplam o estabelecimento de novos processos de qualidade e certificação das unidades de instrução profissional, reavaliação dos currículos de formação, implantação de novas metodologias e técnicas de ensino, além do fomento a iniciativas ligadas à pesquisa e desenvolvimento científico em soluções para os atuais problemas da aviação, além de ações de cooperação e articulação entre entidades.
Em resumo, conceitua-se pólo de aviação civil como sendo um c onjunto de entidades ou empresas, estabelecidas em um determinado espaço geográfico ou que exerçam uma atividade específica, executando ações conjuntas e coordenadas em prol do desenvolvimento da aviação civil, com ênfase na formação e capacitação de recursos humanos.
O Projeto de Formação de Pilotos para a Aviação Civil é um projeto piloto desenvolvido pela Quinta Gerência Regional da ANAC sob a supervisão da Superintendência de Estudos Pesquisa e Capacitação.

REQUISITOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA
O acesso à candidatura para as vagas no Projeto de Formação de Pilotos para a Aviação Civil será franqueado a todos os brasileiros natos ou naturalizados, residentes no país, que efetuarem sua inscrição e cumprirem os requisitos previamente estabelecidos pela ANAC.
O candidato deverá atender aos seguintes pré-requisitos:

CANDIDATO À BOLSA DE PILOTO PRIVADO DE AVIÃO:

a) não haver completado 26 anos na data da inscrição;
b) possuir ensino fundamental completo;
c) possuir Certificado de Capacidade Física de 2ª classe – nível piloto privado;
d) ter sido aprovado em Banca de Exames da ANAC para Piloto Privado de Avião, com data de validade posterior a 30 de Setembro de 2008;
e) possuir, no mínimo, a seguinte quantidade de horas de vôo de instrução em avião:
- 9 horas, se realizadas em entidade homologada pela ANAC; ou
- 14 horas, se não realizadas em entidade homologada pela ANAC.

CANDIDATO À BOLSA DE PILOTO COMERCIAL DE AVIÃO :

a) não haver completado 31 anos na data de sua inscrição;
b) possuir ensino médio completo ;
c) possuir Certificado de Capacidade Física de 1ª classe – nível piloto comercial;
d) ter sido aprovado em Banca de Exames da ANAC para Piloto Comercial de Avião/IFR, com data de validade posterior a 30 de Setembro de 2008;
e) possuir, no mínimo, a seguinte quantidade de horas de vôo de instrução em avião:
- 29 horas, se realizadas em curso de Piloto Comercial em entidade homologada pela ANAC; ou
- 79 horas, se não realizadas em curso de Piloto Comercial em entidade homologada pela ANAC.

Fonte: ANAC

INFRAERO - OPERAÇÃO VERÃO 2008

Operação VERÃO 2008

Núcleos de Acompanhamento e Gestão Operacional. É este o nome escolhido pela Infraero para os novos centros que vão funcionar nos principais aeroportos da rede durante o período de alta temporada e, se necessário, nos momentos de contingência que provoquem atrasos generalizados de vôos. “Estamos trabalhando com medidas preventivas para garantir maior conforto ao usuário, principalmente nesta época”, explica o presidente da Infraero, Sérgio Gaudenzi.

Os Núcleos trabalham em ligação direta com o Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA). Um manual de procedimentos acaba de ser aprovado e dá as principais orientações aos aeroportos, tais como: monitoração constante das salas de embarque; atenção para a pronta acoplagem e desacoplagem das pontes de embarque; verificação se as empresas aéreas estão inserindo as informações corretas referentes aos vôos e notificando aquelas que não procedem; checagem do funcionamento das esteiras de bagagem, entre outras.

Na prática, o Núcleo de Brasília, funcionará como uma sala de gerenciamento, 24 horas por dia, onde cada “situação anormal” deverá ser solucionada em um tempo mínimo. Gerentes de segurança, operações, manutenção, imprensa e supervisores vão se revezar em escalas. Eles irão acompanhar o funcionamento dos principais aeroportos (Guarulhos/SP, Congonhas/SP, Galeão/RJ e Brasília/DF) por meio de um check list diário enviado pelos aeroportos.

Todo o processo está a cargo do diretor de Operações da Empresa, o Tenente Brigadeiro do Ar Cleonison Nicácio Silva. Ele explica que pessoas-chave vão receber relatórios constantes sobre o funcionamento dos estacionamentos; balcões de check in; saguões e salas de embarque; sistemas de informações; áreas de inspeção de bagagens (raio-x); pátios e demais áreas dos aeroportos. “Se surgir alguma situação anormal, as equipes de plantão informarão aos Núcleos para que a solução possa ser aplicada imediatamente, evitando o efeito cascata sobre outros aeroportos... A intenção é evitar transtornos e dar mais tranqüilidade aos passageiros”, antecipa.


VAGAS PARA PILOTOS E COMISSÁRIOS(AS) DE VÔO

Segundo informações colhidas no portal da TAM, a empresa está recrutando 40 comandantes de jato para compor a tripulação técnica das aeronaves Airbus A319, A320 e A321 e também 30 vagas para Co-pilotos de A319 e A320 . Além disso também abriu 168 vagas para comissários com CHT de Boeing 767 e mais 100 vagas para comissários(as) sem a licença.

Confira abaixo as informações para cada vaga:

Comandante de Jato (40 vagas)

Empresa: TAM Linhas Aéreas S/A
Descrição da oportunidade: Comandantes de Airbus 319, 320 e 321.
Informações referentes à empresa:

Tipo de Oportunidade: vaga
Formação mínima: Ensino Médio Completo
Qualificações e conhecimentos desejados: Ensino médio completo e inglês intermediário. Experiência mínima de 6000 horas de vôo, com mínimo de 3500 horas de jato (com peso mínimo de decolagem igual ou superior a 40000 kg). Experiência mínima de 700 horas em comando de jatos com as especificações acima citadas. Ser brasileiro ou naturalizado.
Idioma desejado/proficiência: InglêsIntermediário
Local de trabalho/EstadoBase São Paulo-SP

Localidade: SP - São Paulo
Benefícios da Vaga: Assistência médica, assistência odontológica, plano de previdência privada, seguro de vida em grupo, concessão de passagens aéreas (conforme política definida pela empresa).


Co-Piloto A319/20 (30 vagas)

Empresa: TAM Linhas Aéreas S/A
Descrição da oportunidade: Vagas para os equipamentos A319 e A320.
Tipo de Oportunidade: vaga
Formação mínima: Ensino Médio Completo
Qualificações e conhecimentos desejados:

Necessário:- Ensino Médio Completo
- Conhecimento de Idioma Inglês- Desejável experiência em jato e em empresas de linha aérea
- Horas de Vôo - Mínimo de 1.000 hs para candidatos com formação superior e 1.500 hs para candidatos sem formação superior.
Idioma desejado/proficiênciaInglês - Avançado
Local de trabalho/EstadoBase São Paulo-SP

Localidade: SP - São Paulo
Benefícios Vaga: Diárias de alimentação, quilometragem de vôo, assistência médica, assistência odontológica, plano de previdência privada, seguro de vida em grupo, auxílio creche (para empregadas que tenham filhos até 02 anos de idade), concessão de passagens aéreas (conforme política definida pela empresa).


Comissária (o) de Vôo - B767 (168 vagas)

Empresa: TAM Linhas Aéreas S/A
Descrição da oportunidade: Para integrar nossa equipe de Comissários de Vôo.
Tipo de Oportunidade: vaga
Formação mínima: Ensino Médio Completo
Qualificações e conhecimentos desejados: Possuir licença de vôo do equipamento B 767. Segundo grau completo, idade mínima de 18 anos, altura mínima de 1,60m, ser brasileiro (a) ou naturalizado (a), curso homologado pela ANAC, CCT e CCF válidos, desejável conhecimentos orais (intermediário) de um segundo idioma (inglês, espanhol, francês, italiano, alemão ou japonês).
Local de trabalho/EstadoAeroporto de Congonhas e Guarulhos-SP -SP

Localidade: SP - São Paulo
Benefícios Vaga: Diárias de alimentação, quilometragem de vôo, assistência médica, assistência odontológica, plano de previdência privada, seguro de vida em grupo, auxílio creche (para empregadas que tenham filhos até 02 anos de idade), concessão de passagens aéreas (conforme política definida pela empresa).


Comissária (o) de Vôo (100 vagas)

Empresa: TAM Linhas Aéreas S/A
Formação Mínima: Segundo grau completo

Qualificações e conhecimentos desejados: Idade mínima de 18 anos, altura mínima de 1,60m, ser brasileiro (a) ou naturalizado (a), curso homologado pela ANAC, CCT e CCF válidos, desejável conhecimentos orais (intermediário) de um segundo idioma (inglês, espanhol, francês, italiano, alemão ou japonês).
Tipo de Oportunidade: vaga
Formação mínima: Ensino Médio Completo
Local de trabalho/EstadoAeroporto de Congonhas e Guarulhos-SP

Localidade: SP - São Paulo

Informações referentes à empresa:
A TAM Linhas Aéreas é uma empresa líder no mercado doméstico de aviação comercial e possui uma filosofia baseada na ética e no cliente. A preocupação com o passageiro e com o colaborador encontra-se presente desde os princípios mais elementares da empresa. Para sustentar seu plano de expansão, busca profissionais identificados com a sua atividade e filosofia empresarial para fazerem parte de sua equipe de colaboradores. Cadastre seu currículo e venha trabalhar conosco.

Fonte: https://www.elancers.net/frames/tam/frame_geral.asp

Fogos de artifício atingem aeronave da Gol

Na virada do ano fogos de artifício atingiram uma aeronave da Gol em aproximação para Guarulhos.
Acompanhem o áudio aqui.
Controle: 9042 Esteja atento aos fogos de artifício na aproximação final de Guarulhos.
ONE9042: Ciente, 9042.
Controle: 1643 ta ciente também dos fogos de artifício, confere?
GLO1643: Afirmativo.
Controle: Positivo. Olha, somente para informações dos senhores ai, aeronave da Gol... eh....foi... acertaram fogos de artifício na aeronave da Gol. Foi por este motivo que foi vira... nós mudamos a pista para 09 esquerda que é um pouco mais estendida, o senhor vai passar mais alto. É bem provável que... Mas esteja atendo, okapa?
GLO1643: Ta ok, infelizmente desviar é difícil. Vamos rezar para não acertarem.
Controle: Não, eu sei, eu sinto muito, mas é o que a gente pode fazer é desviar a pista pro lado de lá, okapa?
GLO1643: Beleza!
Controle: Se o vento tiver calmo, se caso o senhor vê que não dá pra aproximar, ai a gente tente aproximação pra 27, okapa?
GLO1643: Ta ok.
ONE9042: Controle só confirmando pro ONE9042 seria então qual aproximação?
Controle: Charlie 5, 09 esquerda.
ONE9042: Charlie 5, 09 esquerda, obrigado.
Controle: Positivo.