QUAL A MELHOR AERONAVE PARA INSTRUÇÃO PRIMÁRIA

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Queda de avião sobre casa no estado de Nova York matou 50, diz companhia


Um avião da Continental Airlines, que fazia o trajeto de Newark, em Nova Jersey, para Buffalo, no estado de Nova York, caiu sobre uma casa em uma área residencial de Clarence Center, no subúrbio da cidade, matando 50 pessoas.

O acidente ocorreu por volta das 22h20 (horário local, 1h20 no horário de Brasília) de quinta-feira (12), informou a Federal Aviation Administration (Administração Federal de Aviação, FAA), na madrugada desta sexta-feira (13).

Ainda não se sabem os motivos do acidente. No momento da queda, havia neve e chuva na região, condições meteorológicas normais para esta época do ano. A Continental Airlines informou que a aeronave do voo 3407, um Dash Q400 Bombardier operado pela Colgan Airways e transportava 44 passageiros, quatro tripulantes e um piloto de folga. Anteriormente, a empresa havia dito que havia 49 pessoas a bordo.


A Colgan Air é uma subsidiária da Pinnacle Airlines. Continental Connection é uma marca sob a qual diversas companhias aéreas operam voos regionais comercializados pela Continental Airlines

Autoridades locais confirmaram a morte de uma pessoa que estava dentro da casa atingida, totalizando 50 mortos até agora.

Duas pessoas que aparentemente moravam na casa atingida estão hospitalizadas, mas não correm risco de morrer. O hospital identificou-as como Karen Wielinski, 57, e sua filha, Jill, 22, segundo o jornal local "Buffalo News".

A empresa identificou os membros da tripulação como Marvin Renslow, piloto; Rebecca Shaw, copiloto, e as comissárias de bordo Matilda Quintero e Donna Prisco. O piloto de folga chamava-se Joseph Zuffoletto.

A FAA também informou que seus especialistas iriam começar a apurar as causas do acidente logo ao amanhecer.

O NTSB mandou uma equipe de investigadores para Buffalo. Eles disseram que ainda não faziam ideia do que poderia ter causado o acidente e adiantaram que a investigação deve levar dias. As caixas-pretas já foram recuperadas e enviadas para análise em Washington.

A fabricante canadense Bombardier também anunciou que vai enviar uma equipe ao local. Em 2007, a Scandinavian Airlines havia retirado de sua frota 27 aeronaves semelhantes ao avião acidentado nesta quinta-feira, por conta de problemas no trem de pouso.

Richard Kolko, porta-voz do FBI, disse que não há nenhum indício de que o acidente tenha relação com questões de segurança.

Amy Kudwa. porta-voz do Departamento de Segurança Interna, disse em Washington que não há terrorismo no caso. "Todos os indícios são de que se trata de um evento de segurança aérea", disse.


Parentes das vítimas
Pelo menos 30 parentes de vítimas passaram a noite no aeroporto de Buffalo. Eles foram levados a uma área privada e então levados a uma instalação na cidade próxima de Cheektowaga, onde representantes da Continental esperavam para orientá-los.

Chris Kausner, que acreditava que sua irmã estava no avião acidentado , correu para o local depois de ter avisado sua mãe, que estava em férias na Flórida. "Para falar a verdade, ouvi minha mãe fazer um barulho no telefone que eu nunca tinha ouvido antes. Não é bom, não é bom", disse a jornalistas.
A CNN informou, citando o jornal "Buffalo News", que uma das pessoas que morreram, Beverly Eckert , era viúva de uma vítima dos ataques de 11 de setembro e que ela estava indo para Buffalo para lembrar o que seriam os 58 anos do marido.

Este foi o primeiro acidente fatal de um avião comercial de grande porte nos EUA desde que, em agosto de 2005, um jato da Comair saiu da pista no Kentucky.

Desde os atentados aéreos de 11 de setembro de 2001 no país, a aviação comercial dos EUA registra seu período de maior segurança, transportando meio bilhão de passageiros por ano com apenas três acidentes fatais, todos eles envolvendo pequenas companhias regionais.

Há menos de um mês, um avião da US Airways fez um bem sucedido pouso de emergência no Rio Hudson , e todos os 155 a bordo escaparam ilesos. Os primeiros dados da investigação mostra que o acidente provavelmente ocorreu depois que pássaros foram tragados pelas duas turbinas.

Em 20 de dezembro de 2008, um avião da Continental saiu da pista em Denver , no estado do Colorado, ferindo 38 pessoas.
Fonte: Portal G1

Nenhum comentário: