QUAL A MELHOR AERONAVE PARA INSTRUÇÃO PRIMÁRIA

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

TEXTO - COMO ESTRAGAR SUA INSTRUÇÃO - PARTE 3/3

Olá pessoal, boa noite!
Eu fiquei devendo a parte final do texto do meu amigo Adriano Axel, falando como você conseguirá destruir a sua instrução de propósito. Me desculpem a demora em publicar essa parte final. Boa leitura!!! Abraço a todos e bons voos sempre!

Esta é a parte final desta série de artigos com regras infalíveis para você arruinar sua instrução de voo, com mais três regras inéditas (mas que muita gente por aí já usa):
8 - Orgulhe-se dos seus méritos e esconda seus erros. Ninguém é famoso e admirado por ser uma lista interminável de erros, não é? Então jogue seus erros para baixo do tapete. Tá certo que os mega famosos erraram muito e aprenderam muito com seus erros para chegar onde chegaram. Mas ninguém fala disso. E como você nunca vai ser mega famoso, o negócio é aproveitar os méritos de hoje, como aquele pouso em que você mandou muito bem e conseguiu corrigir sozinho a rajadinha de 5 nós de través, e esconder seus erros antes que descubram por aí que você ainda não é um piloto completo. Porque você entrou de roda. Deixou o nariz do avião cair afundar na curva. Esqueceu de drenar a gasolina antes do vôo. Esqueceu de tirar o calço das rodas e já queria ir acionando o avião. Chegou alto demais e tocou no meio da pista. Essas coisas envergonham. Então não fale delas nunca! Assim seu cérebro vai continuar ignorando-as também. Isso pode, é claro, fazer com que tudo isso continue acontecendo, porque não vai sobrar tempo para sua mente desenvolver algum aprendizado. Mas o que importa é sua fama, não é?
9 - Não ensine nada a ninguém, o conhecimento é seu, só seu! Porque aí você aprende as respostas para as questões mais bizarras e estranhas, como calcular o ângulo de deriva com vento de través, ou por que a força de sustentação de um avião é menor que seu peso durante uma subida estabilizada. E essas coisas te tomaram tempo enorme e fizeram você pensar muito. E aí vem um cara, preguiçoso, e quer que você ensine tudo isso de mão beijada? Ele que vá estudar por conta própria! Depois, vai que ele te alcança e passa a saber mais coisa que você? Já pensou? É claro que, ao ensinar, você iria revisar o que sabe, descobrir falhas em sua linha de raciocínio e aprender detalhes novos a partir das dúvidas alheias. Mas isso iria acelerar demais seu aprendizado e fazer de você uma pessoa humilde e altruísta demais. E temos que ter foco: seu objetivo, lembre-se, é arruinar sua instrução de voo, e não salvá-la.
10 - Tenha uma postura rígida de cliente, afinal você está pagando. Voar não é barato. Aí você junta uma grana preta para pagar pelas horas de voo, ou seu pai te dá aquela ajudinha bem vinda, e o instrutor vem criticar sua curva porque "a bolinha não estava centralizada"? Você quer ser um piloto normal, não um ás da esquadrilha da fumaça. Se o avião mudou a proa, a curva foi feita, não é? No fundo, você pensa, esses instrutores querem que você voe mais, porque míseras 35 horas de voo são poucas para eles. Eles adorariam que você pagasse 60, 80, 90 horas para tirar o seu PP. E é isso mesmo que você vai ter que pagar se seguir este manual a risca. Ou até mais. A não ser que você tenha a sorte de encontrar uma escola realmente profissional, que respeite seu dinheiro e que lhe dê o brevê após as horas combinadas, independentemente de como você estiver voando. Se você teve a sorte de encontrar uma escola assim, então nem precisava ter lido este manual. Sua instrução já está comprometida desde o início.
E se você não está seguindo exatamente as dez regras apresentadas nesta série, não desanime. Há infinitas formas de arruinar sua instrução de voo. Ignorar a meteorologia. Desprezar o "voo mental". Ficar olhando a paisagem. Quais suas técnicas preferidas?
Finalmente, é claro que estes artigos foram escritos com uma certa ironia e humor, mas este assunto é sério. Muito sério. Todos nós queremos ser pilotos melhores e a instrução inicial é uma fase profundamente importante deste processo. Voar bem é algo que vai muito além do avião e das provas. Aprender a voar bem passa, também, por um crescimento pessoal profundo. Encontre sempre algum tempo para refletir sobre sua personalidade, sobre seus últimos vôos, sobre sua relação com seus instrutores e seus colegas, e tenha sempre humildade de reconhecer pontos que podem ser melhorados, pois eles sempre existem, em todo mundo. E bons vôos a todos!

ADRIANO AXEL

Nenhum comentário: